"A paixão não morre pelo que se diz, mas sempre pelas palavras nunca ditas. Nada é mais deserto que o vazio da palavra que ficou por nascer. É preciso dizer amo-te quando se ama. Odeio-te quando se odeia. É preciso dizer todas as palavras, pois nenhuma palavra mata. A cada palavra pode-se acrescentar sempre outra palavra, e cada palavra é movimento, é fruto, é vida. Por isso, jurámos falar de tudo, mesmo tudo."
João Morgado (Diário dos Infiéis)


Love me tender, love me sweet
Never let me go
You have made my life complete
And I love you so
As dores da alma matam mais que as dores do corpo.
Que bom que me olho por dentro, que reavalio o cenário de fora, que aperto as forças e respiro aliviada, pois sei que tento antes de ir embora. Que bom que me dou o direito de respeitar meus arrependimentos, de recomeçar por outro lado, de inventar histórias coloridas só pra amenizar o que ainda esta desbotado. Que bom que silencio a alma e a deixo quietinha ate saber-me resposta, ainda que as perguntas todas se movimentem dentro de mim. Que bom que minhas certezas estacionam no coração pra trazer paz. Que bom que tenho consciência que não vivo de ciência e sim de sentimento. E que tudo que faz parte de um incremento maior no que sinto serve para que eu possa sentir o pulso das coisas, o rumo do vento e o resumo da minha própria história. Que bom que sou feita só das boas memórias e que relevo o que não lembro. Que bom que me sinto incompleta e assim sendo, visto uma disposição constante em construir algo que tantas vezes ainda não sei o que é. Que bom ter essa tranquilidade até quando algo me dói. Significa que to querendo exercitar as asas, ainda que meus medos estejam amarrando meus pés.

Lilian Vereza 
E me deu uma dor tão grande em ver aquela foto sua com ela, abraçados. Me deu uma dor em ver a felicidade estampada nos olhos de vocês. E principalmente em saber que você mentiu.


E, no meio de tantas mudanças, muitas rupturas. Algumas coisas foram encaminhadas pro novo destino, outras se perderam irremediavelmente. O que sobrou posso contar nos dedos, antes eu mal conseguia fechar as gavetas_ tão abarrotadas de coisas, pessoas, lembranças. Mas o que houve afinal, além de um processo íntimo, pessoal, intransferível? Uma mudança externa também, porque há sempre um desconforto em quem se acostuma com o nosso comportamento mais antigo. E além de lidar com o luto da morte do que éramos, ainda o estranhamento dos que não aceitam o que nos tornamos. Porque mudam os gostos, a disposição e os planos. E alguns reagem como se você os tivesse abandonado no meio de uma viagem a dois por outro continente, quando só você sabia falar a língua local mesmo que os impedisse de aprender o idioma .
E, no meio de tantas mudanças, algumas desavenças. Só porque aqueles mesmos não entendem, não entendem, não entendem, porque não querem aceitar, que tudo é tão dinâmico e que nem deve ter sido tão brusca essa mudança, mas que a coisa maturou durante um tempo em que só queriam que você se envolvesse numa história DELES, que se misturasse nas emoções DELES, que traduzisse o mais íntimo DELES. E, ao mesmo tempo, você estava amadurecendo uma mudança sua e a coisa toda doía, doía. Mas eles não perceberam. Porque a demanda sobre a vaidade deles era grande demais, importante demais, imprescindível demais pra sua poesia.
E, de repente, a minha poesia não queria falar mais sobre nada disso. Minha poesia queria ser uma carta anônima, um silêncio, uma brincadeira. Minha poesia não queria ser nada além de uma frase jogada do mais íntimo de uma iluminação sobre um determinado assunto.
Porque, no final das contas, o que escrevo nem é poesia... é prosa, é carta, é desabafo, é qualquer coisa. É um bilhete manuscrito pregado no espelho só pra desejar “Bom Dia!

Marla de Queiroz

Passei muito tempo tentando “suprir meus vazios” até descobrir que o que apertava o meu peito era a quantidade de entulhos emocionais que eu carregava. Eu precisava era do vazio para me sentir internamente arejada e com bastante espaço para crescer. A angústia não é um vazio, é uma corrente que se arrasta. O vazio é uma possibilidade, uma lacuna a ser preenchida, um espaço para uma decoração nova. Precisamos de páginas em branco para que nasçam poemas, de recipientes disponíveis, de um coração espaçoso, de uma alma livre, de uma mente aberta. O vazio só existe para os desapegados, para os que suportam e celebram o silêncio que possibilita-nos ouvir os sussurros da intuição e não os gritos infantis dos desejos imediatos. O vazio é uma esperança maciça. Ele não é apenas a falta que nos move e motiva, mas a lembrança mais genuína de que somos seres inacabados e que precisamos nos construir diariamente, incansável e eternamente. O vazio não é um abandono de si, é um reconhecimento do eu, um convite para o Outro, algo que deve ser preenchido temporariamente, dentro do mesmo movimento humano de acordar sempre um desconhecido. O vazio é uma curiosidade que ainda não foi desvendada. É ter braços livres para o abraço que acabará daqui a pouco, mas que ecoará constantemente na lembrança mais bonita. Porque no toque intenso, o afeto estava leve.

Marla de Queiroz

15 coisas que você deve parar de fazer a si mesmo


1. Pare de gastar tempo com as pessoas erradas - A vida é muito curta para gastar tempo com pessoas que sugam a sua felicidade. Se alguém quer você em sua vida, essa pessoa vai arrumar algum espaço para você. Você não deve lutar por esse espaço. Nunca, jamais, insista em alguém que não reconheça seu valor. E lembre-se, não são as pessoas que estão ao seu lado quando você está no seu melhor, mas as que estão ao seu lado quando você está no seu pior, que são seus verdadeiros amigos.
2. Pare de correr de seus problemas - Enfrente seus problemas de cabeça erguida. Não, não vai ser fácil. Não existe uma pessoa no mundo que seja capaz de lidar perfeitamente com os socos que recebe da vida. Suponho que não podemos resolver problemas de imediato. Não fomos feitos dessa forma, na verdade, fomos feitos para ficar chateados, tristes, magoados, tropeçar e cair. Porque esse é o propósito da vida - enfrentar os problemas, aprender, se adaptar, e resolvê-los ao longo do tempo. Isso é o que finalmente molda a pessoa que nos tornamos.
3. Pare de mentir para si mesmo - Você pode mentir para qualquer outra pessoa no mundo, mas você não pode mentir para si mesmo. Nossas vidas melhoram apenas quando temos uma chance, e o mais difícil de tudo é ser honestos com nós mesmos.
4. Pare de colocar suas próprias necessidades em segundo plano - É muito doloroso se perder no processo de amar alguém demais, e esquecer que você é especial também. Sim, ajudar os outros, mas se ajudar também. Se alguma vez houve um momento para seguir sua paixão e fazer algo que é importante para você, esse momento é agora.
5. Pare de tentar ser alguém que você não é - Um dos maiores desafios na vida é ser você mesmo um mundo que está tentando fazer todo mundo parecer algo a mais. Alguém sempre será mais bonito, alguém sempre será mais inteligente, alguém sempre será mais jovem, mas nunca será você. Não mude para que as pessoas gostem de você. Seja você mesmo e as pessoas certas vão adorar o verdadeiro você.
6. Pare de tentar se se agarrar ao passado - Você não pode começar o próximo capítulo da sua vida se você continuar relendo o último.
7. Pare de ter medo de cometer um erro - Fazer algo e começá-lo errado é pelo menos dez vezes mais produtivo do que não fazer nada. Todo sucesso tem por traz uma trilha de falhas, e a cada fracasso, se está mais perto do sucesso. Você vai acabar lamentando as coisas que você não fez muito mais do que as coisas que você fez.
8. Pare de se arrepender por velhos erros - Podemos amar a pessoa errada e chorar com as coisas erradas, mas não importa como as coisas dão errado, uma coisa é certa, os erros nos ajudam a encontrar a pessoa e as coisas que são certas para nós. Todos nós cometemos erros, temos lutas, e até mesmo arrependimentos do passado. Mas você não é seus erros, você não é suas lutas, e você está aqui e agora, com o poder de moldar o seu dia e futuro. Cada coisa que já aconteceu em sua vida está o preparando para um momento que ainda está por vir.
9. Pare de tentar comprar a felicidade - Muitas das coisas que desejamos são caras. Mas a verdade é que as coisas que realmente nos satisfazem são totalmente gratuitas - o amor, risadas e trabalhar em nossas paixões.
10. Pare de pensar que você não está pronto - Ninguém se sente 100% pronto quando surge uma oportunidade. Como a maioria das grandes oportunidades na vida nos força a crescer além de nossas zonas de conforto, o que significa que você não vai se sentir totalmente confortável no início.
11. Pare de se envolver em relacionamentos pelas razões erradas - Relacionamentos devem ser escolhidos com cuidado. É melhor estar sozinho do que está em má companhia. Não há necessidade de pressa. Se algo é feito para ser, isso vai acontecer - na hora certa, com a pessoa certa, e pelo melhor motivo. Apaixone-se quando estiver pronto, não quando você está sozinho.
12. Pare de rejeitar novos relacionamentos só porque os antigos não deram certo - Na vida você vai perceber que há um propósito para todos que encontrar. Alguns vão te testar, alguns vão te usar e alguns vão lhe ensinar. Mas o mais importante, alguns vão trazer o melhor em você.
13. Pare de tentar competir contra todos os outros - Não se preocupe com o que os outros estão fazendo melhor do que você. Concentre-se em bater seus próprios recordes todos os dias. O sucesso é uma batalha entre você e somente você mesmo.
14. Pare de perder tempo a explicar-se aos outros - Seus amigos não precisam e seus inimigos não vão acreditar de qualquer forma. Basta fazer o que você sabe e seu coração sempre está certo.
15. Pare de agir como se tudo estivesse bem, se não está - Tudo bem se desmoronar por um momento.
Nem sempre você tem que fingir ser forte, e não há necessidade de provar constantemente que tudo está indo bem. Você não deve se preocupar com o que as outras pessoas estão pensando ou - chorar, se for necessário - é saudável derramar lágrimas. Quanto mais cedo você fizer isso, mais cedo você será capaz de sorrir novamente.

Publicado originalmente em Mundo Interpessoal. Seleção da matéria Josie Conti www.contioutra.com

Boa noite.


"(...) Ontem me disseram que alguma coisa estava diferente em mim, me disseram que meus olhos costumavam mostrar mais determinação. Eu sorri por um momento e não respondi. Sorri porque foi patético. Eu perdi o jogo, me entreguei e aceitei o xeque-mate, cansei de jogar com as pessoas. É um jogo viciante e sem fim. Não consigo mais me enganar, e nem encontro razões para continuar. Eu mudei sim, estou cansado, e quem nunca esteve? Não encontro mais meu velho eu, ou motivos para trazê-lo de volta à superfície. Me deixei afogar. Nada consegue expressar em detalhes o que acontece por trás das nossas vidas, e o que nos faz acreditar que é a hora de entregar as cartas. A gente apenas sabe. Na verdade, sabemos quase todas as respostas para as perguntas que temos, mas as verdades são dolorosas demais para serem aceitas."Sean Wilhelm

É muito fácil falar por mensagens que ama, que isso ou aquilo. Esses bla.bla, bla... Quero ver é atitude. Quero sentir verdade onde hoje só sinto omissões. Cansada desse meio mundo de palavra vazia.  
Procurar pelo amor me foi inútil. O amor me encontrou. Não foi necessário nada além de um coração liberto, aberto e descontraído: o amor foi contraído no momento mais inusitado.
Procurar pelo amor me foi infértil. Deixei minha carência escolher por mim ou torcer para ser escolhida. E o que restou: mais um texto triste, um poema em carne viva.
A procura equivocada me levou para um lugar chamado cansaço. Não havia amor ali naquele abraço. Era qualquer coisa meio juvenil e imatura, onde se busca no sexo a cura sem encontrar realmente intimidade.
Procurar pelo amor também me fez sentir saudade. E por esta sucessão de faltas eu acreditei na força do sentimento que veio com a ausência. Mas eu não havia perdido ninguém, mas abafado, com uma busca desvairada, a minha essência.
E talvez sobrecarregado o Outro. E certamente sobrecarregado a mim. Como haveria espontaneidade assim?
Procurar pelo amor já é finito. Como posso encaixotar numa bússola aquilo que está guardado no infinito?
(Procurar pelo amor me foi inútil. O amor me encontrou).
Marla de Queiroz.

"Adoro quem pensa como eu, mas amo quem me faz pensar de um jeito que eu não tinha imaginado.
Adoro quem me faz sonhar, mas amo quem me faz viver.
Adoro quem me inspira a escrita, mas amo quem me deixa sem palavras.
Adoro quem me entende, mas amo quem fica ao meu lado mesmo sem me entender.
Adoro quem tem paciência para me ouvir, mas amo quem me escuta quando eu não falo.
Adoro quem faz o que eu quero, mas amo quem faz o que eu nem sabia que queria até ser feito."

Carina Destempero
Ah,  se minha mente gritasse tudo que ela imagina. Sei não...  Vontade de um certo delírio, de rosas na cama, chocolate e álcool. Saudade dos morangos. Do corpo, da alma grudada. Do cheiro de sexo, misturado com um amor tão terno. Saudade da conquista diária.  Do emaranhado de sensações e sentidos... Saudade da urgência de ter em mim, o melhor de ti. E saber, que você é meu e eu seria sua por toda a minha vida. Dizem por ai que alguns sonhos viram verdade quando sonhado com força. Fechei os olhos  e apertei os dedos. Quem sabe um dia esse sonho vira realidade. Quem sabe... 

Saudade dos meus devaneios mais safados. Das minhas confissões mais apaixonadas e do seu beijo mais saboroso. 

E no meio de tantos amores, eu vou lá e escolho você, logo você que é totalmente impossível. E esse coração bobo, vive me fazendo passar vergonha. 
Ah, coração. Não me envergonhe, novamente! 


(...) O lugar onde você está indo é onde eu pertenço

Isto eu sei, aonde você for, é onde eu quero estar.
 
©Suzanne Woolcott sw3740 Tema diseñado por: compartidisimo