Há momentos que nada sei
Que nada sou, que nada quero nem espero
Parece que tudo se perde dentro de mim
Não me encontro, me olho no espelho, não me vejo...
Imagem inversa do meu eu, não me sinto...
Não queria que fosse assim, mas é...
O pior que nem sei se é tristeza, é estranho
Fica  tudo quieto, calado aqui dentro...
Somem-me certezas, desaparecem-me vontades...
Não há fome, não há sede, não há você...!
Nada existe, nem saudade há
Momento em que não existo
Não sinto, não sofro...
Momento em que tento o engano
Quase consigo...! Quase não dói...!

Quase...

(Cris) 

0 permitiram-se:

Postar um comentário

Entrem e fiquem avontade!
Coloquem aqui os seus devaneios e confissões...
BeijinhO,
Tami

 
©Suzanne Woolcott sw3740 Tema diseñado por: compartidisimo