"E você ainda insiste em me assombrar e a fazer de reticências meu ponto final. Não há porque mais encontrar culpados, não faz mais sentido, o crime foi prescrito. Eu sei de meu orgulho, eu sei de minha desistência, de minhas fraquezas, e nas tuas não quero pensar. Eu sei que decidi na hora errada, atrasada, e o momento já tinha passado. Não pude, já quis muito, mas não quero mais fazer nada.
As dores já foram sentidas por cada fibra, as lágrimas foram o suficiente, e o coração já encontrou paz depois da perda irreparável.
Por instantes o passado me arrebata, que raiva! Foi muito intenso. Mas foi, não é mais. Não pode ser mais.
Tenha a coragem de me deixar sem você."

Rachel Carvalho

0 permitiram-se:

Postar um comentário

Entrem e fiquem avontade!
Coloquem aqui os seus devaneios e confissões...
BeijinhO,
Tami

 
©Suzanne Woolcott sw3740 Tema diseñado por: compartidisimo