Então eu me descobri um tanto introspectiva, talvez melancólica caminhando devagar e séria como quem guarda em si alguma grave preocupação. Mas era apenas um jeito quieto de estar meio ausente de tudo, respiração sem ofegância e um olhar desentusiasmado. Solidão que não quer ninguém ao lado. E um punhado de confusão.
Coisas que só meu o meu amor B. sabe entender. Como se somente ele e eu soubéssemos me ter.

Marla de Queiroz

0 permitiram-se:

Postar um comentário

Entrem e fiquem avontade!
Coloquem aqui os seus devaneios e confissões...
BeijinhO,
Tami

 
©Suzanne Woolcott sw3740 Tema diseñado por: compartidisimo