Chega um momento que uma decisão precisa ter tomada. O que eu quero realmente no próximo ano? Quero viver novamente essa guerra interna? Ou quero leveza, paz e um pouquinho de amor... Fico com a segunda opção. E pra tê-la, preciso tirar você definitivamente da minha vida. Preciso arrancá-lo como se arranca erva daninhas. E cuidar da terra pra que daqui pra frente eu não cometa os mesmos erros. Que tola que fui... Se apaixonar por meia duzia de palavras bonitas e por um sexo sem igual. Você nunca foi meu. Nem nunca será. Você gosta de sua liberdade, e da sua prisão.( Entende, né?) E eu, que o choro ficou quase como o ar. Hoje chego a conclusão que o melhor é você seguir... E eu ... caminhar por outros caminhos. Nossos caminhos nunca foram paralelos mesmos. Sempre foram diferentes. Você volta pra sua vida. Ah, você nunca saiu dela. E eu pra minha. 
Você já pensou como é estar no meu lugar? 

0 permitiram-se:

Postar um comentário

Entrem e fiquem avontade!
Coloquem aqui os seus devaneios e confissões...
BeijinhO,
Tami

 
©Suzanne Woolcott sw3740 Tema diseñado por: compartidisimo