"Tenho vários defeitos. 
E cometo todos os erros daquela que busca acertar.
Uma hora dessas, eu me permito, e dito ao tempo quem é que manda, quem comanda essa ciranda chamada entrega. 
Sem me vangloriar, sem falsos altruísmos.
Respirar minhas fraquezas é crescer, é dar espaço pra um pedaço de todo.
Se eu me contemplo, se eu me faço entender a mim mesma, avanço.
Não canso nunca, quero todos os sentidos ali, sentidos!
Não dá pra ser mais ou menos. Não dá pra se ausentar.
Erro, berro, cerro qualquer ponta de tristeza, qualquer indício de mau humor.
O amor que entrego é maior, é mudo, é tudo.
Só quebra o silêncio quando já me sou, quando já me fiz, recíproca."

Dan Cezar - Levezas & Doçuras

0 permitiram-se:

Postar um comentário

Entrem e fiquem avontade!
Coloquem aqui os seus devaneios e confissões...
BeijinhO,
Tami

 
©Suzanne Woolcott sw3740 Tema diseñado por: compartidisimo