Talvez a melhor opção é o término. Não por falta, mas por excessos. Um dia começamos a gostar de outros olhares, de outros carinhos. Chega um dia que percebemos que o sentimento de solidão é tão grande, mesmo você estando acompanhada. Percebe as atitudes que nunca ocorreram, não por falta de oportunidade, mas sim por falta de vontade. E dói. Cada lágrima que o outro não enxergou e nem se importou em enxugar. Só por um momento você se percebe tão racional, diante do que era totalmente emocional. E dai, ele não vai mudar o mundo dele por você...( ???)  Ele não fez todos os "romances" que você desejou. E nem vai fazer. Porque, ele não é essa pessoa que VOCÊ idealizou. A realidade é essa. Você criou alguém que não é real. E agora como soltar essa mão que não te traz mais segurança?
Tudo está muito confuso dentro de mim. Li em algum lugar que as transformações são silenciosas, mentira. Elas são barulhentas, cruéis e calculistas.Dolorosas, também. 
Se eu largar sua mão, o que você vai fazer? Você ... ( Sem mais) 

Um pedaço de fim a cada  mancada sua. 

0 permitiram-se:

Postar um comentário

Entrem e fiquem avontade!
Coloquem aqui os seus devaneios e confissões...
BeijinhO,
Tami

 
©Suzanne Woolcott sw3740 Tema diseñado por: compartidisimo