Era uma vez uma menina que desejava tanto um certo menino... Talvez era uma vez,não fosse o mais adequado para essa historia. Afinal, esse desejo  é tão profano, tão carnal, tão ... Difícil de descrever... Então... Fica sem descrição e acredito que seja essa falta de identidade, de característica que faz tão forte o que sentimos. Não é? 
Seu corpo, nosso corpo, almas! Calor, frio, aventuras! Eu e você, um mundo, vários mundos... Talvez covarde, por mudar historias e destruir, punir e ferir pessoas. Mas juro, quando estamos nús... É tão perfeito e não existe nada , nem ninguém. Não existe verdade e nem mentiras. Existe apenas um amor inexplicável , saudável  e tão doente. 


(...) 

The end.


Ler, escutando :  Coldplay , Paradise.

0 permitiram-se:

Postar um comentário

Entrem e fiquem avontade!
Coloquem aqui os seus devaneios e confissões...
BeijinhO,
Tami

 
©Suzanne Woolcott sw3740 Tema diseñado por: compartidisimo