Faz um favor para o teu coração: para de acreditar nessa ilusão do amor romântico, do amor eterno, do amor que tudo suporta. Ele só é romântico quando uma das partes (ou ambas) resolve que vai ter romance. Ele só é eterno até onde tem que ser. Ele só suporta o que a gente quer. A grande verdade é que a gente deve desaprender tudo que aprendeu até hoje.
O amor não é como andar nas nuvens o tempo todo. Ele às vezes é chato, feio e bobo (e ainda tem gases e bafo). O amor não é somente música ou poesia. E ao mesmo tempo tem todas as belezas do mundo. Ele é contraditório, assim como o ser humano. Aprende: para amar é preciso, antes de mais nada, aprender o que é doação e entender que nem tudo sai como a gente espera. E que o outro não tem obrigação de carregar nossos fardos pesados, nossas bagagens lotadas e nossas frustrações do passado.
Clarissa Corrêa 

0 permitiram-se:

Postar um comentário

Entrem e fiquem avontade!
Coloquem aqui os seus devaneios e confissões...
BeijinhO,
Tami

 
©Suzanne Woolcott sw3740 Tema diseñado por: compartidisimo