Você me deixa vulnerável. E eu não gosto de me sentir assim. Mas eu gosto de gostar de você. E gosto da forma como você me fez gostar de você. E gosto de saber que você existe. E gosto de passar os dias gostando de você. E gosto (mais ainda) de adormecer pensando em você. Repetição do verbo gostar, eu sei. É que te gosto ao cubo. Não vou falar das suas qualidades (lindo, lindo, lindo-por dentro, por fora, do avesso) e virtudes, pois acho que elas importam e contam, mas não são fundamentais. Os defeitos sim, estes fazem a diferença. Gosto dos seus defeitos. 
Clarissa Corrêa

0 permitiram-se:

Postar um comentário

Entrem e fiquem avontade!
Coloquem aqui os seus devaneios e confissões...
BeijinhO,
Tami

 
©Suzanne Woolcott sw3740 Tema diseñado por: compartidisimo