(…) Quero no entanto que saiba que todas as noites dormindo ao seu lado, que mesmo as discussões inúteis, sempre foram esplêndidas. E que as palavras difíceis que sempre temi dizer podem agora ser ditas: eu te amo.
  Bukowski.

0 permitiram-se:

Postar um comentário

Entrem e fiquem avontade!
Coloquem aqui os seus devaneios e confissões...
BeijinhO,
Tami

 
©Suzanne Woolcott sw3740 Tema diseñado por: compartidisimo