E te guardo em mim como quem tranca seus maiores tesouros em um cofres a sete chaves. Te espero sem apressar-te os passos. Te busco em cada detalhe das estrelas. Deixo-te habitar cada canto do meu riso. Permaneço para que tu não tenhas que procurar-me. E te protejo, de perto, de longe, tanto faz. Me faço de guarda-chuva em tempestades, se precisares. E sou teu, sempre que quiseres.

 Bernadete Guedes

1 permitiram-se:

Zilda Mara Peixoto disse...

Olá.Essa é minha primeira visita ao blog.Vi seu link em outro blog e resolvi vir conhecê-lo.Adorei seu blog e já estou lhe seguindo.Seu blog é muito bem organizado e suas postagens muito bem elaboradas.
Te convido a conhecer meu blog e segui-lo também.Aguardo sua visitinha!
Bjs!
Zilda Mara
http://www.cacholaliteraria.blogspot.com

Postar um comentário

Entrem e fiquem avontade!
Coloquem aqui os seus devaneios e confissões...
BeijinhO,
Tami

 
©Suzanne Woolcott sw3740 Tema diseñado por: compartidisimo