Tudo vale a pena se a alma, você sabe,
mas a alma existe mesmo?
E quem garante? E quem se importa?
(...)
Não temos culpa. Tentei. Tentamos.
Caio F, Anotações sobre um amor Urbano, Pequenas Epifanias, pág 160

0 permitiram-se:

Postar um comentário

Entrem e fiquem avontade!
Coloquem aqui os seus devaneios e confissões...
BeijinhO,
Tami

 
©Suzanne Woolcott sw3740 Tema diseñado por: compartidisimo